Netflix bloqueia acesso de assinantes que usam VPNs

Depois de anunciar no começo do ano que começaria a bloquear o acesso à sua plataforma através de VPNs, a Netflix mostra que está tomando ações concretas para evitar que o seu sistema de bloqueio geográfico de conteúdo seja enganado por essas ferramentas.

Diversos relatos foram feitos em redes sociais por usuários do Netflix que não conseguem mais acessar o site usando VPNs e serviços de Proxy DNS.

O uso dessas ferramentas é freqüente por usuários que desejavam ter acesso a conteúdos bloqueados em seus países.

Segundo o site GHacks.net vários serviços populares de VPN foram afetados incluindo Mediahint, Zenmate, Betternet, AppVPN entre outros.

Em um posto do blog oficial do Netflix o Vice Presidente de Conteúdo da empresa, David Fullagar afirmou que está seguro que essas mudanças não afetaram os assinantes que não usam essas ferramentas. Segundo David nas próximas semanas os assinantes que utilizam proxies e outros artifícios de desbloqueio conseguirão acessar apenas os conteúdos disponíveis em seus países. “Estamos fazendo um progresso significativo licenciando conteúdo ao redor do mundo e estamos agora em 190 países. De qualquer forma temos um caminho a seguir ainda para poder oferecer os mesmos filmes e séries em todos esses países”.

One thought on “Netflix bloqueia acesso de assinantes que usam VPNs

  1. Vendo notícias assim, me pergunto, quando que as empresas vão ver que a cultura é algo público, que não pode ser 100% privado (me baseio aqui nas idéias de cultura para Clifford Geertz, ou seja, estou partindo do ponto de vista da antropologia cultural norte-americana)?
    Claro que quem faz conteúdo tem de ganhar um lucro, mas, ainda sim, penso, esses bloqueios são uma afronta a liberdade da cultura! Afinal, se o ser paga pelos serviços, porque não ter eles em sua íntegra?
    Outra pergunta que me surge: pra que bloquear o acesso de um conteúdo para pessoas de uma dada localidade? Seria uma forma de lucrar mais tarde, ou uma forma de controlar o conhecimento?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *