URGENTE!! Cena deletada de ‘Star Wars: O Despertar da Força’ mostra Chewbacca contra Unkar Plutt

star_wars_the_force_awakens_theatrical_poster

unkar-pluttJedis do mundo todo, preparem os bolsos para investir no Blu-Ray Collector’s Edition 3D de ‘Star Wars: O Despertar da Força’, que deve ser lançado no fim do ano. O disco vai vir cheio de cenas deletadas do filme, incluindo uma que mostra Unkar Plutt, o comprador de sucatas do planeta Jakku, que explora a heroína Rey, se dando mal.

Na cena que não entrou no filme, o personagem, interpretado pelo ator Simon Pegg, consegue ir atrás de Rey no planeta Takodana, no castelo de Maz Kanata. Lá ele tenta fazer a moça devolver a Millenium Falcon para ele à força – até que Chewbacca entra na história e aí…

Um trecho da cena foi divulgado pela Enterteiment Weekly, confira:

Correm boatos de que o wookie vai finalmente justificar o aviso que Han Solo dá ao andróide C3P0 no episódio IV (Guerra nas Estrelas):

Diretor de ‘O Homem Nas Trevas’ vai dirigir filme sobre supervilão

incognito_1

Se você ainda não assistiu ao filme ‘O Homem Nas Trevas’ (Don’t Breath), faça um favor a si mesmo: assista. A produção, que custou US$ 10 milhões e já faturou mais de US$ 150 milhões, é uma das mais gratas surpresas de 2016.

Pois o diretor do filme, Fede Alvarez, acaba de ser contratado para transpor para as telas a história em quadrinhos Incognito, publicada em duas séries: uma de 2008 e outra no final de 2010, pela Icon Comics, selo da Marvel dedicado a artistas de vanguarda.

incognitoIncognito conta a história de Zack Overkill, um supervilão que entrega seu chefe para as autoridades e é colocado em uma espécie de serviço de proteção a testemunhas no qual é obrigado a tomar uma droga que inibe seus poderes. Depois de algum tempo nas ruas, Overkill cai na vida, experimenta outras drogas e descobre algumas que cortam o efeito do remédio fornecido pelo governo. Com seus poderes de volta ele decide entrar em ação de novo, desta vez como herói.

A série de HQ se passa em um universo independente, com seus próprios heróis e vilões.

A única outra informação sobre o filme até o momento é que, além de Fede Alvarez, Daniel Casey  roteirista de ‘Rua Coverfield, 10’ também está no projeto.

Todos os anúncios do iPhone 7 (e do Apple Watch 2) até agora

iphone-7-jet-black

Juntaram-se ao comercial de 30 segundos do iPhone 7, apresentado na semana passada, mais 3 anúncios dos recém-lançados dispositivos da Apple: iPhone 7 e Apple Watch 2. Vamos a eles, pela ordem.

Primeiro, na semana de lançamento dos aparelhos, uma peça quase conceitual, estritamente visual e auditiva, sem muitas informações sobre o smartphone – quase um teaser para os sentidos:

Na sequência, vêm os 3 comerciais lançados simultaneamente. Um deles é dedicado ao Apple Watch, com ênfase nos recursos esportivos do relógio, do monitoramento de atividades físicas à resistência a água.

O outro anúncio segue uma linha parecida, mas para o iPhone 7 – um rapaz prepara-se para sair pedalando pela manhã em plena tempestade:

E o quarto anúncio dos lançamentos, um jovem sai à noite com seu skate, filmando e fotografando:

Qual seu preferido?

Venda do iPhone 7 começa amanhã, mas…

iphone-7-jet-black

apple-iphone-7-jet-blackSe você tinha esperanças de entrar na Apple Store da Quinta Avenida, em Nova York, amanhã, e sair de lá com um iPhone 7 novinho em folha nas mãos, melhor desistir. Em um comunicado divulgado ontem, a Apple avisou que suas lojas terão estoques limitadíssimos dos novos modelos, pois a prioridade será atender aos clientes que fizeram reservas online.

Mas não para por aí: a situação é pior ainda para quem sonha com um iPhone 7 ou iPhone 7 Plus na cor Jet Black. No caso desta versão específica, a Apple revelou que todos os aparelhos disponíveis já foram vendidos – o que confirma histórias de diferentes fontes dando conta de que os modelos com acabamento Jet Black, em especial o iPhone 7 Plus, são raridade, até mesmo para funcionários da Apple.

Melhor opção, por enquanto: fazer a reserva e… esperar.

Galaxy Note 7 explode na mão de garoto de 6 anos

galaxynote7

samsung-galaxy-noteO que começou como uma série de casos isolados e um chamado para recall tornou-se um problema de grandes proporções para a Samsung – e para os donos do recém lançado smartphone Galaxy Note  7.

No último sábado, um aparelho do modelo explodiu nas mãos de um garoto americano, de 6 anos, em Nova York, enquanto ele assistia a vídeos. Ele sofreu queimaduras leves, mas suficientes para deixar a família bastante assustada. A notícia se espalhou globalmente e agora já há recomendações para que o aparelho não seja ligado, carregado ou mesmo embarcado em aviões.

O problema com o Galaxy Note 7 já havia sido detectado dias antes, o que obrigou a Samsung a disparar um recall para todos os aparelhos. Aqui no Brasil o smartphone já estava em pré-venda e seria lançado nos próximos dias – o que, obviamente, foi adiado.

iPhone 7 ou Galaxy S7: qual é mais resistente à água?

galaxy-s7

galaxy_s7_edge iphone-7

Curto e grosso: o smartphone da Samsung, o Galaxy 7, é mais resistente à água, assim como seus modelos irmãos, o Galaxy 7 Edge e o Galaxy Note 7. Pelo menos o que indica a classificação dos aparelhos pelo código IP (International Protection Marking), publicado pela entidade International Electrotechnical Commission (IEC).

O código IP é composto de 2 algarismos, o primeiro indicando o nível de resistência à poeira e resíduos sólidos e o segundo indicando a resistência à água.

O iPhone 7 tem a classificação IP67, enquanto a família Galasy S7 tem classificação IP68. Em outras palavras, a resistência dos dois aparelhos à poeira e pó é idêntica: são à prova de invasão por partículas pequenas por até 8 horas de exposição. Já quanto à água, a classificação do iPhone 7 indica que ele pode ser submergido a até 1m de profundidade por 30 minutos; o código do Galaxy S7, por sua vez, mostra que o aparelho suporta profundidades de até 1,5m por 30 minutos.

Pokémon Go bate novos recordes

pokemon_go_logo

pokemon-go_faturamentoRelatório divulgado ontem pela App Annie, empresa de análises e estatísticas sobre o mercado de apps, aponta que o game Pokémon Go é o aplicativo de smartphone que alcançou a marca de US$ 500 milhões de faturamento no menor tempo já registrado.

O antigo líder do ranking era o game Candy Crush, que levou pouco mais de 200 dias para faturar os 500 milhões de dólares, mas Pokémon Go conseguiu arrecadar a fortuna em pouco mais de 60 dias.

A expectativa é de que até o fim de 2016, a Niantic Labs, produtora do jogo, coloque nos bolsos nada mais, nada menos que US$ 1 bilhão.

Chrome vai marcar sites que não usam HTTPS

chrome-seguranca

google-chrome-logo

A partir de janeiro de 2017, os sites que transmitirem dados sensíveis, como senhas e números de cartão de crédito, sem usar o protocolo HTTPS, vão receber uma marca bastante explícita do navegador Chrome, do Google.

O novo recurso foi anunciado em um post no blog de desenvolvimento do browser, onde há mais detalhes sobre sua adoção. Em resumo, o objetivo é tornar a navegação mais segura, obrigando os desenvolvedores de websites a parar de usar o protocolo HTTP e passar a usar exclusivamente o HTTPS, que oferece uma camada a mais de proteção a partir da encriptação dos dados.

Na versão atual do Chrome, os avisos visuais para os usuários a respeito da segurança dos sites é bem discreto: são os ícones de cadeados à esquerda da barra de endereços do browser. Já os avisos que entrarão em funcionamento no começo do ano que vem, aparecerão claramente indicando que o site não é seguro. Veja abaixo.

chrome-https

A equipe do Chrome ainda revelou que a intenção é continuar implementando mudanças no navegador para forçar a migração total de todos os sites para o protocolo HTTPS. O plano é que no futuro próximo, todas as páginas que não usem o protocolo recebam na barra de endereços uma marca  como esta abaixo:

chrome-https-01

PS4 Pro: novo modelo de Playstation, com gráficos Ultra HD

ps4-pro

ps4_proEm dia repleto de anúncios importantes da indústria tecnológica, a Sony fez sua parte oficializando o lançamento do PS4 Slim e também de uma nova versão do console para gamers hardcore: o PS4 Pro.

O novo videogame vem com uma GPU duas vezes mais rápida que a do PS4 tradicional, HD de 1TB, CPU com clock mais veloz e foi projetado para rogar jogos em resolução 4K ou superior – o que, obviamente, exige TVs ou monitores compatíveis com resoluções ultra-high. O equipamento também chega preparado para rodar software de realidade virtual.

O PS4 Pro, que vinha sendo chamado de PS4 Neo nos boatos, chega ao mercado no dia 10 de novembro, por US$ 399. Abaixo, uma tela do game Rise Of The Tomb Raider rodando no sistema.

rise-of-the-tomb-raider