Gigantes da rede social se unem para combater discursos de ódio e terrorismo

mobile-phone-426559_960_720

mobile-phone-426559_960_720

Facebook, Twitter, Microsoft e YouTube concordaram em regulamentos europeus que os obrigam a rever “a maioria dos” conteúdos online categorizados como ofensivos dentro de 24 horas a contar da notificação – e para removê-lo, se necessário – como parte de um novo código “de conduta “destinado a lutar contra o discurso de ódio e propaganda terrorista em toda a União Europeia. As novas regras foram anunciadas pela Comissão Europeia que também obrigam as empresas de tecnologia identificarem e promoverem ações contra “narrativas independentes” para o discurso do ódio e propaganda publicada online.

Incitação ao ódio e propaganda tornaram-se uma grande preocupação para os governos europeus após os ataques terroristas em Bruxelas e Paris, e em meio à crise de refugiados em curso, que tem inflamado as tensões raciais em alguns países. Facebook tem trabalhado com o governo alemão para combater de forma mais proativa os conteúdos racistas ou xenófobicos, depois de enfrentar críticas iniciais do ministro da Justiça do país. Facebook, Twitter e Google também já concordaram em remover o discurso do ódio de suas plataformas dentro de 24 horas na Alemanha. “Os recentes ataques terroristas nos lembraram da necessidade urgente de tratar o discurso de ódio online ilegal”, comentou Vera Jourová, comissária da UE para a Justiça.

Fonte: The Verge
Foto: Pixabay