Chrome vai marcar sites que não usam HTTPS

chrome-seguranca

google-chrome-logo

A partir de janeiro de 2017, os sites que transmitirem dados sensíveis, como senhas e números de cartão de crédito, sem usar o protocolo HTTPS, vão receber uma marca bastante explícita do navegador Chrome, do Google.

O novo recurso foi anunciado em um post no blog de desenvolvimento do browser, onde há mais detalhes sobre sua adoção. Em resumo, o objetivo é tornar a navegação mais segura, obrigando os desenvolvedores de websites a parar de usar o protocolo HTTP e passar a usar exclusivamente o HTTPS, que oferece uma camada a mais de proteção a partir da encriptação dos dados.

Na versão atual do Chrome, os avisos visuais para os usuários a respeito da segurança dos sites é bem discreto: são os ícones de cadeados à esquerda da barra de endereços do browser. Já os avisos que entrarão em funcionamento no começo do ano que vem, aparecerão claramente indicando que o site não é seguro. Veja abaixo.

chrome-https

A equipe do Chrome ainda revelou que a intenção é continuar implementando mudanças no navegador para forçar a migração total de todos os sites para o protocolo HTTPS. O plano é que no futuro próximo, todas as páginas que não usem o protocolo recebam na barra de endereços uma marca  como esta abaixo:

chrome-https-01