HTC Vive é o headset de realidade virtual preferido pelos desenvolvedores

htc-vive

htc_viveA Virtual Reality Developers Conference, que acontece em novembro, em San Francisco, divulgou relatório baseado em pesquisa com 500 profissionais da área de realidade virtual/ aumentada, que trouxe algumas surpresas. A principal delas é a preferência dos desenvolvedores de software de RV/RA pelo headset HTC Vive. 49% dos entrevistados declarou que está trabalhando em projetos para o headset da HTC. O Oculus Rift, financiado pelo Facebook, vem logo a seguir, com 43%. A diferença não é tão grande nos projetos em andamento, mas quando o assunto passa a ser os projetos que estão previstos para o futuro, o Vive crava 35% contra 23% do Oculus Rift.

Os motivos da preferência pelo Vive não foram investigados, mas tudo indica que a quantidade de recursos, maior no equipamento da HTC, que suporta experiências em espaços maiores que o Oculus Rift, abre mais possibilidades aos produtores de aplicações de realidade virtual.

 

Daydream VR, projeto de realidade virtual do Google, está chegando

google daydream

google daydream 01Segundo informações divulgadas pela Bloomberg, o Google está prestes a colocar no ar sua plataforma de serviços de realidade virtual, chamada Daydream, projeto anunciado pela companhia em maio de 2016. A ideia é ter um ambiente completo para imersão em conteúdo de realidade virtual que possa ser acessado a partir de smartphones Android. Desta forma o ambiente Google Daydream vai ser composto por centrais de conteúdo em RV e headsets no estilo do Google Cardboard e do Gear VR, da Samsung.

No que se refere ao conteúdo, o Google está financiando diversas iniciativas, que vão de produções de youtubers, a projetos do Hulu, serviço de streaming de vídeo, passando pelo desenvolvimento de apps de música, games e mais. A estreia do serviço também deve contar com apps da HBO, de ligas de esporte como a NBA e a MLB, e, obviamente, de serviços do Google, como o Google Street View.

Na parte de hardware, deve ser apresentado um novo headset RV, bem mais avançado que o modesto Google Cardboard. O aparelho vai ter um controle remoto para interação e só vai funcionar com smartphones compatíveis com o Daydream. O plano do Google é que, depois do lançamento, outros fabricantes de hardware passem a comercializar suas versões do headset Daydream.

O site oficial do Daydream anuncia seu lançamento para o outono de 2016, ou seja: a partir do fim de setembro.

Minecraft disponível em realidade virtual no Oculus Rift

minecraft_oculus_rift

minecraft_oculus_rift_01A Mojang, empresa da Microsoft responsável pelo game Minecraft, anunciou hoje uma versão do jogo para o headset de realidade virtual Oculus Rift (propriedade do Facebook). O usuário vai poder entrar no universo de blocos que caracteriza o visual do game e interargir como se estivesse mesmo dentro dele. Segundo Mike McGrath, um dos desenvolvedores, a experiência é totalmente nova, até para os jogadores mais veteranos de Minecraft. Todos que têm o game instalado no computador, na versão do Windows 10, estão aptos a fazer o upgrade para a versão VR. Obviamente, além do Minecraft no computador, é preciso ter o Oculus Rift, que custa US$ 600. Não é a primeira versão compatível com realidade virtual: em abril a Mojang lançou uma edição para o headset Samsung Gear – mas apenas com os recursos da Pocket Edition.

Diretor de Identidade Bourne está trabalhando em minissérie de realidade virtual

vrinvisible

Doug Liman, diretor de filmes como Identidade Bourne, No Limite do Amanhã e Sr e Srs Smith, está trabalhando em Invisible, uma minissérie de realidade virtual com 6 capítulos.

Invisible é descrita como uma série de ação e aventura que desvenda os mistérios de uma família americana com poderes sobrenaturais que passam de geração para geração e que luta para ficar longe dos holofotes.

Participam ainda da equipe a roteirista Melissa Wallack e os cineastas Michael Whitlock e Jerome Sable. A produção é feita em parceria com a empresa de realidade virtual Jaunt, que já trabalhou em curtas-metragens com a ABC News, Paul McCartney, e Instituto Sundance.

Com episódios que normalmente variam de 5 a 10 minutos os desafios para se fazer uma minissérie em realidade virtual são enormes. Apesar disso outras minisséries estão sendo produzidas tais como Defrost, dirigida pro Randal Kleiser de Grease, e Gone, série interativa criada pelo Studio Wevr.

Invisible ainda não tem data para ser lançado mas acredita-se que será lançado até o final do ano nos aplicativos da Jaunt para Android e iOS.